Rebranding: A arte de se reinventar - Blog Raffcom
 Rebranding: A arte de se reinventar

Rebranding: A arte de se reinventar

Você provavelmente já sabe o que é branding, ou já ouviu falar à respeito desse termo. Muitas pessoas associam esse conceito apenas ao desenvolvimento do logotipo de uma marca, mas na realidade sua aplicação vai muito além disso. Trata-se da forma como essa marca se apresenta no mercado frente aos seus consumidores, fornecedores, parceiros e concorrentes, o seu posicionamento, a gestão constante de como desenvolve seus negócios de acordo com suas estratégias corporativas e institucionais (missão, visão e valores), desde sua produção à comercialização de seus produtos ou serviços, ao pós-vendas.

Antigamente era comum grandes marcas e empresas apegadas à tradição e a modelos de negócios que pouco mudavam ao longo de décadas, atualmente porém, tornou-se praticamente impossível administrar uma empresa da mesma forma para sempre. Então o que fazer quando o mercado muda? Quando comportamentos de consumo e opiniões se atualizam e se transformam ditando novas necessidades, tendências ou preocupações a serem atendidas pelas empresas. Ou então quando uma empresa concorrente passa a adotar uma estratégia de mercado mais eficiente? É aí que entra o Rebranding.

Seja pela necessidade ou pela oportunidade, as marcas têm cada vez mais perdido o medo de mudar e se atualizar, adotando o Rebranding para manterem-se competitivas ou para conquistarem uma fatia maior de mercado. O Rebranding pode significar um novo nome, uma nova marca, uma nova forma de comunicar-se, pode até mesmo ser uma nova forma de administrar a empresa. Essa combinação visa estabelecer uma nova estratégia corporativa para criar um novo diferencial que traduza um novo posicionamento e gere brand equity, ou seja, valor de marca.

Quando o Rebranding é necessário?

Normalmente o rebranding de uma marca é fundamental quando:
– A marca não representa mais o posicionamento que sua empresa transmite ou pretende transmitir;
– O concorrente possui estratégias de branding mais eficientes;
– A marca tem problemas de aplicabilidade;
– A marca não possui um posicionamento claro;
– Quando a marca não é reconhecida de forma singular.

A influência do Brand Equity

O Brand Equity, o valor percebido de uma marca, é o objetivo final de todas as estratégias de branding. É este valor que influencia na forma como o consumidor pensa, sente e reage em relação a marca. Mesmo que de forma intangível, o brand equity influencia diretamente na lucratividade da empresa, através de três pilares, principalmente:

1. O poder de influência no mercado: a marca passa a ditar tendências e promover mudanças que servem de guia para clientes, fornecedores e até mesmo de concorrentes;
2. A percepção de valor: quanto mais forte e presente a marca na vida do cliente, maior será o valor percebido;
3. A lealdade dos clientes: quanto maior o valor percebido pelos clientes, maiores serão as chances de estabelecer uma relação de lealdade entre marca e consumidor. Isso garante que o cliente se torne um grande aliado da marca em diversos canais de comunicação.

Não é só mudar por mudar

Mudar e se adaptar é essencial para a sobrevivência e competitividade de uma empresa, mas é importante ressaltar que toda mudança deve ser consciente. Não motivada apenas pelo desejo de mudar. É importante manter em mente que, se sua marca precisa explicar o seu posicionamento, então ela não está posicionada adequadamente. O Rebranding deve ser preciso e embasado de acordo com as características da empresa, do mercado, do segmento de atuação, do público-alvo e por aí em diante.

Isso requer muito planejamento e uma transformação profunda na mentalidade de toda a empresa. Isso é, todos que estejam envolvidos com a sua atuação, direta ou indiretamente, precisam absorver tais mudanças e estar em sintonia quanto ao novo posicionamento antes mesmo que este seja apresentado aos consumidores. O resultado esperado é uma marca fortalecida, moderna e atual, com um posicionamento claro e objetivo, além de um desempenho de mercado cada vez mais eficiente.

Até a próxima!


Cadastre seu e-mail

Coloque o seu e-mail ao lado para receber as atualizações do blog!

Fique tranquilo, pois nós também odiamos spam. Seu endereço de e-mail não será vendido ou compartilhado.

arthur-bastian-redator Rebranding: A arte de se reinventar

Arthur Bastian

Redator

blog@raffcom.com.br

Continue lendo

Guia prático do Google Search Console

Há diversas ferramentas que auxiliam na otimização de sites para mecanismos de pesquisa. Entre essas ferramentas há uma que se destaca e, definitivamente, não pode faltar em seu arsenal, o Google Search Console. O que é o Google Search Console e para que serve? Basicamente, o Google Search Console é o cockpit de SEO para […]

A importância da experiência de usuário em SEO

Para começar, precisamos definir o que é a experiência de usuário e por que ela é tão relevante em SEO. De maneira sucinta, nada mais é do que a resposta do usuário ao navegar por um site. Essa resposta pode ser tanto emocional e cognitiva quanto sentimental. Se a página do site for lenta ou […]

5 maiores erros de um Analista de Social Ads

Cuidado, amigo! Você pode estar errando feio e nem sabe. O mercado publicitário brasileiro está crescendo muito, principalmente quando falamos de ações no ambiente digital. Para muitos, tudo é novidade e até complicado de entender. Se você é novo no pedaço e não sabe se está no caminho certo, eu te apresento os cinco piores […]