5 tendências de Business Intelligence (BI) para 2018 - Blog Raffcom
 5 tendências de Business Intelligence (BI) para 2018

5 tendências de Business Intelligence (BI) para 2018

Nos últimos anos, o surgimento de várias tendências influenciou significativamente no modo como as organizações trabalham, interagem, comunicam, colaboram e se protegem. Segurança de dados, inteligência artificial (AI), armazenamento em nuvem são os principais impulsionadores dessa evolução tecnológica. E não seria diferente no uso de softwares e tecnologias para Business Intelligence (BI) e  Web Analytics. Prova disso é o gráfico abaixo, que mostra a Importância das Tendências de Business Intelligence em 2018, desenvolvido pela BARC’s BI Trend Monitor 2018:

importância das tendências de business intelligence para 2018

Em suma, as tendências levantadas pelos profissionais de BI como as mais importantes foram: Qualidade de dados, Gerenciamento de dados mestres, Descoberta de dados e Visualização e BI de autoatendimento. Ou seja, não é possível estruturar uma inteligência de negócios baseada em dados sem iniciativas abrangentes de integração de dados e qualidade de dados.

Dessa forma, apresentaremos a seguir as cinco big trends de BI e qual a relação de cada uma delas com o marketing digital. Confira!

5 TENDÊNCIAS DE BUSINESS INTELLIGENCE (BI)

1) SEGURANÇA DE DADOS

Recentemente o Facebook teve os dados de mais de 120 milhões de pessoas expostos na internet. Isso tudo devido ao site NameTests, que exibia informações em JavaScript e que poderiam ser coletadas por pessoas com conhecimento nessa linguagem de programação.

Para muitas empresas, como o Facebook, os dados são um ativo comercial essencial. Mas como o valor desses dados é calculado? E o que acontece quando são dados perdidos ou roubados? Segundo um estudo realizado em 2017 pela Ponemon Institute, o custo médio total de uma violação de dados foi estimado em U$ 3,62 milhões.

O que é tendência nas grandes empresas dos Estados Unidos é o seguro cibernético. Ele cobre a privacidade e se responsabiliza pela violação dos dados. A estimativa é de que o seguro apresente um crescimento de 30% a cada ano, porém apenas 15% das empresas norte-americanas investem nessa segurança.

segurança de dados tendências de business intelligence para 2018

2) A FUNÇÃO DO ENGENHEIRO DE DADOS

Entre 2013 e 2015, o número de Engenheiro de Dados quase triplicou. Prova disso é que, em outubro de 2017, havia mais de 2.500 vagas abertas para o cargo no LinkedIn. O que indica uma demanda crescente e contínua dessa especialização.

O Engenheiro de Dados tem papel fundamental para manipular sistemas de BI, entendendo o tipo de dados que entra em um sistema e também a melhor forma de extraí-los. Ele é responsável por projetar, criar e gerenciar os bancos de dados operacionais e analíticos de uma empresa. Ou seja, coleta dados relevantes que, posteriormente, serão transformados em informações para a tomada de decisões.

a função do engenheiro de dados tendências de business intelligence para 2018

3) IoT localização

A Internet das Coisas (IoT) influenciou no aumento do número de dispositivos conectados à rede. Todos esses dispositivos têm a função de se conectarem uns aos outros, reunindo dados que proporcionarão uma experiência personalizada aos usuários.

Segundo Gartner, até 2020 o número de dispositivos de IoT duplicará, chegando a quase 21 bilhões de dispositivos de IoT on-line. A grande preocupação, no entanto, é que as empresas ainda não possuem uma infraestrutura adequada para aproveitar os dados gerados de IoT.

A tendência hoje é o aproveitamento de dados de localização em dispositivos de IoT e os benefícios que eles trazem. Com essa conexão é possível entender melhor o que está acontecendo e prever certas situações em um local específico.

IoT localização tendências de business intelligence para 2018

4) Inteligência artificial (AI)

O aprendizado de máquinas está rapidamente se tornando uma ferramenta valiosa para os Engenheiros de Dados. Essa inteligência pode ajudar as empresas de duas maneiras: eficiente e eficaz.

  • Eficiente: o profissional não precisa perder tempo fazendo cálculos básicos. Ele se dedica à pensar nas consequências comerciais e na forma mais lógica de proceder para resolver determinada situação;
  • Eficaz: o analista precisa analisar a qualidade e veracidade dos dados extraídos, pois os resultados devem ser concretos e não subjetivos. É desta forma que se aproveitará melhor o potencial dessas máquinas com aprendizado.

Em suma, o aprendizado irá otimizar o trabalho dos analistas, aumentando sua eficiência, sua precisão e sua contribuição para a empresa. O mais coerente aqui é aproveitar as oportunidades que essa inovação trará para o mercado de trabalho.

inteligencia artificial tendências de business intelligence para 2018

5) Ferramentas de análise preditiva e prescritiva

A análise preditiva é a prática de extrair informações de conjunto de dados existentes para prever probabilidades futuras. Segundo Mona Labied, no portal Data Pine, a análise preditiva indica o que pode acontecer no futuro com um elevado nível de confiabilidade. Além de incluir alguns cenários alternativos e avaliação de risco.

No contexto de negócios, a análise preditiva é usada para analisar dados atuais e passados, com o objetivo de compreender melhor os clientes, produtos e parceiros, identificando potenciais riscos e oportunidades para uma empresa.

A análise prescritiva, por sua vez, dá um passo à frente do futuro. Ela tenta entender qual é o efeito da tomada de decisões futuras antes de serem aplicadas. A análise prescritiva pode ajudar a otimizar o planejamento, a produção, o inventário e o design da cadeia de suprimentos para oferecer a melhor experiência e resultados para o usuário.

Concluindo

Bom, agora que você conheceu algumas das principais tendências de Business Intelligence para 2018, sugerimos a idealização de um cenário daqui há cincos anos, onde você esteja trabalhando com esses assuntos abordados.

Tenho certeza que, de alguma maneira, você estará se relacionando com uma dessas tecnologias mencionadas. A área do Marketing Digital será uma das primeiras a sentir o impacto dessas inovações. Continue acompanhando nosso conteúdo e fique à vontade para compartilhar o que você pensa sobre o assunto.

Nos vemos em breve!

REFERÊNCIAS

Top Business Intelligence Trends 2018
Dez principais tendências de BI para 2018
Top 10 analytics and business intelligence trends for 2018
5 Business intelligence trends for 2018
10 prediction on advanced analytics and BI trends
Top 10 business intelligence trends for 2018

Natan Amboni de Souza Analista de Business Intelligence

Natan Amboni de Souza

Analista de Business Intelligence

blog@raffcom.com.br

Cadastre seu e-mail
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
Coloque o seu e-mail ao lado para receber as atualizações do blog!
Fique tranquilo, pois nós também odiamos spam. Seu endereço de e-mail não será vendido ou compartilhado.
Continue lendo

Pixel do Facebook: O que é e Como Instalar Corretamente

Uma das grandes vantagens do marketing digital é a possibilidade de otimizar e mensurar campanhas publicitárias. Porém, para poder aproveitar este benefício, é necessário a correta instalação de tags e códigos no seu site e uma destas tags é o Pixel do Facebook. Ao finalizar a leitura deste conteúdo, você irá compreender a importância do […]

O que você precisa saber sobre AMP – Accelerated Mobile Pages

Nas últimas semanas, muito se tem comentado acerca do AMP. Mas afinal, o que significa esta sigla e quais novidades ela traz? O AMP, ou Accelerated Mobile Pages, é um projeto open source encabeçado pelo Google e por várias outras companhias, como Twitter, LinkedIn, Pinterest e WordPress. Basicamente, ele é uma forma mais leve de […]

O que é SEO e como funciona?

Com a popularização da internet, os mecanismos de pesquisa como o Google, Bing e Yahoo se tornaram a principal fonte de informação das pessoas. Bilhões de buscas são realizadas diariamente no mundo todo e grande parte delas está relacionada direta ou indiretamente à oferta de um produto ou serviço. Isso significa que os mecanismos de pesquisa […]