A Inteligência Artificial e o Marketing Digital - Blog Raffcom
 Como a Inteligência Artificial Impactará o Marketing Digital no Futuro?

Como a Inteligência Artificial Impactará o Marketing Digital no Futuro?

O tema mais discutido no Festival de Cannes deste ano foi Inteligência Artificial (IA), o pai da World Wide Web (WWW), o físico Tim Berners-Lee, afirmou que o conceito é desafiador para as empresas de todos os nichos de atuação e também para os seres humanos. Segundo ele, o uso inteligente de dados se tornará fundamental para uma série de processos, principalmente, aqueles relacionados à saúde e bem-estar.

Pare agora e reflita:

– E qual será o papel da inteligência artificial no futuro da publicidade, já que todos os setores serão impactados com essa tecnologia?

– Será que as agências e clientes (a humanidade em geral, na verdade) estarão prontos para essa transformação?

Então, é por meio desses anseios que iniciarei o meu papo com vocês. Borá lá?

Berners-Lee defende que no futuro (próximo), ter um site para promover vendas (apenas) não será mais suficiente, mas sim quem estiver disposto a fazer negócios em uma nova era terá que saber e fornecer dados. Esse é o segredo!

Hoje em dia, falam-se tanto em Big Data, Business Intelligence (BI) e Inteligência Competitiva (IC). Transformação de dados em novas oportunidades de negócios, então, nem se fale. Somos diariamente bombardeados com muito conteúdo que apresenta sua relevância para o mercado, porém não apresenta um passo a passo simples e possível de ser aplicado a qualquer nicho de atuação. Nesse mesmo capítulo, gostaria de esclarecer que a análise preditiva de dados não está estritamente ligado a uma pessoa/profissão, e sim a profissionais que estão preocupados em sanar necessidades informacionais dos colaboradores da instituição e também do cliente. Confira o framework de IC, que desenvolvi especialmente para você conhecer o passo a passo do ciclo de inteligência!

Intelligence Competitive Framework

intelligence-competitive-framework-1

Identificar necessidades informacionais de seus clientes. Como? Aplicando um questionário, fazendo um estudo do perfil do cliente, observação e conversando face to face. Lembre-se, essa etapa é uma das mais importantes, pois é onde você identifica as principais necessidades e potencialidades do cliente.

intelligence-competitive-framework-2

Coletar informações fidedignas e de fontes informacionais altamente confiáveis. Como? Procure em sites ou base de dados de renome no mercado, evite blogs desconhecidos ou Wikipédia.

intelligence-competitive-framework-3

Filtrar e selecionar dados e informações, que dizem respeito ao core business da agência. Como?  Primeiro, entenda o que cada setor faz e desempenha, em seguida converse | pergunte | converse | pergunte (quantas vezes forem necessárias) e, por fim saiba o que selecionar.

intelligence-competitive-framework-4

Analise e transforme objetivamente dados em informações. Como? Pense no problema, bata com a realidade do negócio (não se esqueça de acrescentar insumo, infraestrutura, horas de cada atividade) e, por fim misture tudo e deixe descansar até a ideia crescer.

intelligence-competitive-framework-5

Dissemine estrategicamente a informação, ou seja, na hora e para pessoa certa. Como? Quando?  Isso, somente você saberá! ;)

intelligence-competitive-framework-6

– Retroalimentação.

como-inteligencia-artificial-impactara-o-marketing-digital-futuro

A agência M&C Saatchi – diz que este é o primeiro anúncio do mundo que usa inteligência artificial. Segundo o diretor de inovação David Cox, foi a primeira vez que um anúncio se escreveu sozinho, com base no que funciona de fato – e não no que uma pessoa pode pensar que funciona. Louco, não?!Bom, agora que você já conheceu o processo de inteligência. Vamos falar do futuro da ciência e da IA no campo da publicidade. Eu vou exemplificar através de um anúncio feito para uma marca de café Bahio em Londres, Reino Unido.

Então, o negócio funcionou da seguinte forma: utilizou-se um sensor Kinect localizado acima do painel digital que conseguiu rastrear o rosto de quem olhava para a tela e determinava se ela reagiu bem ou mal, era por meio desse comando que o algoritmo decidia se algum elemento do anúncio deveria ser alterado ou não, como o texto, a fonte, o tamanho da fonte, a imagem de fundo e até o layout completo.

Havia uma peça “gene pool” que gerava 22 anúncios de cada vez. A cada geração, ela “interpretava” as reações do público e – com base nos resultados colhidos e interpretados adaptava a mensagem para as próximas interações.

como-inteligencia-artificial-impactara-o-marketing-digital-futuro-2

Tentando exemplificar, a tecnologia seria como um “algoritmo de Darwin”, em que a seleção natural leva à evolução. Que “barato”, né!?

Agora que você já conheceu o framework da inteligência, teve um exemplo de anúncio totalmente futurista, eu lhe apresento o vídeo “Humans Need Not Apply” que mostra como programas de computadores e robôs podem alterar todo o tipo de profissão, inclusive na área da publicidade.

IA e o impacto no futuro do Marketing Digital

A computação cognitiva ou IA permitirá que gestores criem projetos de marketing de alta performance, como o aumento da eficácia em mídia programática, SEO, target advertising, insights. Para os consumidores poderão surgir assistentes virtuais, tendo posição de conselheiro em decisões de compra. Essa interação poderá ser feita com sistemas cognitivos, via smartphones, wearables ou qualquer outro dispositivo via internet of things.

Já temos alguns indícios de que a inteligência artificial deixou de ser um futurismo, algo distante e até incansável, hoje podemos encontra-la na geolocalização, real-time bidding (compra de mídia por lances em tempo real) entre outros. Portanto, fique atento para essa transformação que irá mudar o meu e o seu dia a dia, pense que esses dispositivos começarão a fazer um bom trabalho de antecipar nossos desejos, necessidades e personalidade. E para o universo do Marketing, o que precisaremos fazer?

É preciso pensar em adaptar conversas a essa realidade, ou seja, você e eu teremos que bater um papo com essas pequenas e geniosas máquinas e, claro, levando bem a sério essa conversa. Finalizando a minha conversa com vocês, proponho um desafio: – Você acredita que as agências de marketing digital e clientes estão preparados para essa transformação?

Deixe sua opinião aqui, ela é muito importante para todos juntos entendermos mais um pouco desta ciência revolucionária.

Nos encontramos em um futuro, breve talvez… Até lá!

Continue lendo

Instagram: a prova de que uma imagem vale por mil palavras

Não é de hoje o Instagram tornou-se o queridinho dos seres visuais e amantes da fotografia. Oficialmente lançada em outubro de 2010, a rede conquistou o mundo rapidamente, atingindo em 2017 a marca de 700 milhões de usuários em todo o mundo. De acordo com a própria plataforma “Este crescimento foi resultado de diversos fatores, incluindo a […]

O que é Web Analytics?

Depois de entender como o Business Intelligence (BI) pode auxiliar gestores e empresas na elaboração de estratégias mais assertivas, agora é hora de conhecer as maneiras de medir a experiência dos usuários online em sites, com o Web Analytics. POR QUE ANALISAR O TRÁFEGO DE UM SITE? Há inúmeros fatores, que levam as empresas a […]

Tendências de Social Ads em 2018

Estimulados pela retomada do crescimento econômico, os investimentos em estratégias online prometem ser maiores em 2018. Porém, de nada adianta investir seu dinheiro no ambiente online, sem uma estratégia consistente para captar clientes. Sendo assim, confira a seguir as principais tendências de Social Ads em 2018 para alcançar o sucesso da sua empresa. Limitação do […]