Como Criar uma Campanha de Gmail

Em um post anterior, apontamos as boas práticas de e-mail marketing, que devem ser aplicadas nas campanhas, a fim de passar pelos filtros anti spam e obter resultados satisfatórios. Agora é hora de aprender como criar uma campanha de Gmail e usufruir de todos os benefícios desse tipo de anúncio.

O que é uma campanha de Gmail?

Os anúncios de Gmail são anúncios da rede de Display do Google,  exibidos na parte superior da caixa de entrada dos e-mails. Quando clicado, esse tipo de anúncio pode expandir e ficar no formato de um e-mail convencional, exibindo vídeos ou imagens, com um alto potencial para engajar e direcionar o usuário a uma conversão.

Qual o objetivo das campanhas de Gmail?

Esse formato de anúncio é mais direcionado aos objetivos de branding, como o lançamento de um produto, consolidação de público-alvo ou apenas divulgação da marca. Portanto, quando explorada da forma correta, esse tipo de campanha pode alcançar resultados interessantes, ainda mais se levarmos em consideração que a plataforma do Gmail é uma das mais utilizadas em todo o mundo e, consequentemente, concentra uma alta quantidade de usuários.

Qual a diferença entre campanhas de Gmail e de E-mail marketing?

As campanhas de Gmail têm o objetivo de entregar anúncios a usuários relevantes dentro da plataforma do Gmail. Ou seja, elas podem ser segmentadas conforme o interesse dos usuários, da mesma forma que a rede de display convencional do Google.

Diferente das campanhas de Gmail, as de e-mail marketing dependem do uso de mailing, ou seja, uma base de usuários cadastrados em seu site e que têm interesse em receber conteúdos promocionais da sua empresa. Deve-se ter em mente que os e-mails originários de campanhas de e-mail marketing ficam concentrados na caixa de entrada dos usuários e disputam espaço com diversos outros e-mails, o que os torna menos favorecidos frente às campanhas de Gmail, sempre exibidas no topo da caixa de entrada.

Com isso, as campanhas de e-mail marketing são focadas em usuários mais qualificados que, de alguma forma, já conhecem a marca e têm uma maior pretensão de converter, considerando o fato de que não é permitido fazer segmentações de públicos personalizados em campanhas de Gmail, como remarketing, por exemplo.

Portanto, ambos os métodos são válidos e devem ser utilizados, até mesmo em conjunto, já que não participam da mesma etapa no funil de conversão. As campanhas de e-mail trabalham com uma população de usuários mais enxuta e, consequentemente, mais qualificada. O Gmail, por sua vez, foca em consumidores potenciais, graças a sua segmentação por interesses e/ou palavras-chave relacionadas ao seu público-alvo.

Estruturando uma Campanha de Gmail

O método de estruturação de uma campanha de Gmail é bastante semelhante ao de uma campanha de Display convencional.

Primeira etapa

Inicialmente, deve-se clicar no botão “+” para adicionar um novo modelo de campanha e selecionar o modelo de rede de display.

Na próxima etapa, você deverá escolher a meta (objetivo) da sua campanha. No entanto, saiba  que a opção de “consideração de produto e marca” não está disponível para as campanhas de Gmail.

Depois de escolher a meta, selecione “Campanha do Gmail”, coloque sua URL e clique em “Continuar”.

Segunda etapa

Agora você iniciará o processo de configurações da sua campanha, devendo definir os idiomas de segmentação, locais, estratégia de lance e orçamento diário.

Ainda nessa parte, será preciso criar o primeiro grupo de anúncios, escolhendo um método de segmentação, definir seu lance de CPC (custo por clique) e criar sua campanha.

Para saber mais sobre os tipos de segmentação da rede de Display, você pode acessar o post O que são campanhas de display no AdWords. No entanto, somente as segmentações por palavras-chave, interesses de afinidade e mercado estão disponíveis nesse modelo de campanha, pois, como já mencionamos, o Google não permite a segmentação de públicos personalizados, como remarketing, por exemplo.

Após esse processo, é necessário acessar o grupo de anúncios que você criou, clicar no botão “+” e selecionar a opção de anúncios de Gmail.

Etapa final

Nesse passo, você deve adicionar as informações do seu anunciante, como nome da empresa, título, descrição e URL final. Lembre-se de que devem ser utilizados pelo menos dois formatos de Display, o logotipo em formato 144×144 e uma imagem de marketing no formato 300×300. Ainda podendo ser adicionado o formato de cabeçalho de 650×200 que é opcional, mas que pode tornar seu anúncio ainda mais completo e relevante.

No entanto, se não dispor de um profissional de criação, você poderá utilizar a galeria de anúncios do Google para criar anúncios de forma rápida e simples.

Também é importante que sejam criados mais grupos de anúncios com modelos diferentes de segmentação, justamente para entender qual delas funciona melhor com o seu público-alvo.

Ficou com alguma dúvida? Nos envie, será um prazer respondê-las.

[sc name=”cesar-becher” ]

[optinform]