Passo a passo para criar seu anúncio no Facebook - Blog Raffcom
 Passo a passo para criar seu anúncio no Facebook

Passo a passo para criar seu anúncio no Facebook

Você já deve ter percebido o grande potencial que o Facebook possui com relação ao engajamento de fãs ou o quanto esta rede social pode contribuir para elevar os números de tráfego ao seu site. No entanto, se você ainda não sabe como estruturar um anúncio no Facebook para obter este ganho de performance, apesar de possuir conhecimento acerca de todas essas coisas, fique tranquilo!

Ao dar continuidade à leitura deste post, você estará no caminho certo para efetuar a criação de campanhas eficientes na maior rede social do mundo, através de um passo a passo bem detalhado.

Vamos nessa então!

Comece escolhendo a melhor ferramenta para a criação de anúncios

No post anterior, onde explicamos as principais diferenças entre o Power Editor ou Ads Manager, você pôde notar que, para a criação de anúncios no Facebook, é possível utilizar uma dessas duas ferramentas disponibilizadas pela própria rede social. A escolha daquela que melhor se adequa a sua demanda irá depender, única e exclusivamente, da sua predileção, já que ambas apresentam interfaces bem intuitivas para a criação de anúncios.

Porém (se você me permite expressar uma opinião), o Power Editor apresenta uma agilidade maior com relação ao gerenciamento de vários anúncios ao mesmo tempo. Essa característica é de extrema vantagem para agências de marketing, por exemplo. No entanto, nada impede você de utilizar o Ads Manager em suas campanhas.

Em ambas as ferramentas, o passo a passo para a criação de um anúncio é muito semelhante. Sendo assim, independente de qual for a sua escolha, a leitura a seguir será essencial para compreender melhor o funcionamento da criação de um anúncio no Facebook.

É importante compreender que essa criação funciona em três etapas, que são: Campanha, Conjunto de Anúncios e Anúncio. Cada uma possui suas singularidades e deve ser tratada de maneira única, entretanto, todas devem estar em perfeita sintonia para que você possa alcançar os resultados que almeja.

1. Campanha

criar-campanha

Nesta etapa, é dada a largada para a criação do seu anúncio. Basta clicar em “Criar Campanha” e dar início a todo o processo!

qual-é-o-seu-objetivo-de-marketing

Esta será a primeira página que você irá se deparar.

A configuração desta etapa está baseada na ação de comunicar ao Facebook o que você deseja que usuário faça após ser impactado por seu anúncio. É importante já ter em mente qual será o real objetivo da campanha.

Para facilitar essa tarefa, que tal ler esse post onde são analisados todos os tipos de publicidade disponíveis no Facebook?

Mas porque, antes mesmo da seleção do seu público-alvo ou da definição do seu investimento, é tão importante ter isso claramente definido? Em suma, as decisões tomadas nesta etapa irão definir os custos mínimos de investimento, o posicionamento e os formatos liberados que você poderá utilizar.

Deste momento até o fim da criação do anúncio, é preciso se ater à organização e seguir um padrão para nomear a sua campanha. Isso irá auxiliar você na análise de resultados em meio a inúmeras outras campanhas que você, provavelmente, criará no futuro.

Após configurar tudo corretamente, clique em “Avançar” e é hora de definir o Conjunto de Anúncios.

2. Conjunto de Anúncios

conjunto-de-anuncios

De acordo com dados da própria rede social, o Facebook possui mais de 1,86 bilhões de contas ativas. Sendo assim, para alcançar o público-alvo certo, é imprescindível que seu anúncio esteja devidamente configurado. Do contrário, você estará desperdiçando dinheiro ao entregar anúncios para pessoas que não desejam o seu produto.

Mas o Facebook não nos cobra somente quando o usuário realiza uma ação?

Sim!

Mas, vamos com calma. O fato é que quanto menor for seu CTR (taxa de clique no link) maior será seu custo por ação. Pois, se o seu anúncio está sendo entregue às pessoas e elas não interagem com ele, o Facebook entenderá que o conteúdo não é relevante ou qualificado para o público escolhido. Este é um dos fatores que fazem seu valor total diminuir.

Em contrapartida, você gastará mais para vencer nos leilões e ainda por cima, continuar entregando seus anúncios para um público que não é engajado com seu negócio. Mas caso isso aconteça, não se preocupe, é para isso que existem as otimizações de campanha e a análise de dados.

Portanto, disponha de atenção redobrada durante a definição desta etapa. Ela é responsável por segmentar e selecionar o seu público-alvo. Além definir como você será cobrado por determinada ação realizada nas plataformas do Facebook, onde o usuário poderá encontrar você, assim como estabelecer o investimento da campanha.

Sendo assim, esta etapa divide-se em 3 setores:

Público

público-anúncios-facebook

A primeira parte é a definição pelo público e suas características. O Facebook fornece a opção de impactar lugares em qualquer parte do mundo, podendo selecionar países inteiros ou somente a rua do seu estabelecimento. Também é possível excluir endereços e localizações específicas, além de impactar somente as pessoas que moram na região ou as que estão de passagem pelo local.

Nesta parte também é possível definir a faixa etária, o gênero e o idioma que desejarmos impactar.

Direcionamento detalhado

Na caixa de seleção Direcionamento detalhado acontece uma verdadeira “magia”. É nesta etapa que são definidas as características especificas do público alvo, divididas em 4 grandes grupos: Dados demográficos, Interesses, Comportamento e o Mais Categoria (categoria específica do Facebook).

Através dessas características, e de algoritmos de acompanhamento, a Rede Social entregará seus anúncios com grande assertividade. A própria ferramenta já apresenta várias sugestões de direcionamento detalhado de acordo com o seu segmento. Porém, mesmo assim, é possível pesquisar uma imensidão de características a fim de especificar seu público-alvo.

Vale ressaltar que o Facebook trabalha com o que chamamos de “Regra ou” e “Regra e” que significa a expansão ou limitação do público, como na imagem a seguir:

direcionamento-detalhado

No exemplo acima, definimos como público-alvo pessoas que possuem interesse em Marketing ou em Publicidade (pode ser somente uma ou ambas) e obrigatoriamente em Redes Sociais. Permitindo uma assertividade ainda maior para a segmentação.

Após definir todas as características é possível salvar o público-alvo criado a fim de utilizá-lo em outras campanhas. Também é possível selecionar públicos personalizados ou públicos semelhantes definidos previamente na ferramenta Públicos, disponibilizada pelo próprio Business Manager.

Posicionamento

posicionamento-anúncio-facebook

Nessa etapa é possível determinar em quais plataformas seu anúncio veiculará (Facebook, Instagram ou Messenger?). Dentro destas plataformas, ainda é possível definir em que local da Rede Social o usuário será impactado, de acordo com o objetivo selecionado.

Também é possível impactar pela Coluna da direita, Vídeo in-stream (novidade do Facebook, onde é possível anunciar entre os vídeos postados da rede social). No Instagram, é possível impactar no feed de notícias e entre as postagens do Stories. Esta opção estava liberada como teste apenas para empresas selecionadas pelo próprio Facebook.

No Brasil, a empresa selecionada foi a Skol, que impactou os usuários por meio de vídeos com apelo às festas de Carnaval.

Porém, depois de demonstrar resultados satisfatórios aos anunciantes o Facebook, a partir do dia 01 de Março, liberou este posicionamento para todos os anunciantes. A opção, porém, só está disponível para o objetivo de alcance.

Como padrão, a opção Posicionamento Automático, já vem selecionada, onde a ferramenta entregará seus anúncios de acordo com os melhores resultados que for apresentando durante a veiculação. Porém, é importante que você conheça e faça testes entre as opções de posicionamento, a fim de analisar qual a melhor forma de impactar o seu público e otimizar seu investimento.

Definição de público

Depois de definir estes detalhes, você terá uma estimativa do alcance potencial da sua segmentação e, após a definição do orçamento, a estimativa do alcance diário. Com isso, será possível verificar se o orçamento utilizado é suficiente para alcançar o mínimo de usuários necessários para atingir seu objetivo.

Lembre-se de que este número é apenas uma estimativa da plataforma e sua precisão é baseada em fatores, como os dados de campanhas anteriores e dados do mercado.

definição-do-público

É preciso prestar atenção ao “termômetro” da definição de público. Isso porque o público na faixa amarela torna a definição de um público ampla demais e, na faixa vermelha, o público é muito específico, a ponto de dificultar a entrega dos anúncios. O ideal é que a seta esteja na parte verde do termômetro.

Sendo assim, abrimos assunto para detalhar a última etapa do Conjunto de Anúncios, a parte onde definimos o orçamento, a programação e a ação realizada no seu anúncio que acionará a cobrança do Facebook.

Orçamento e Programação

Para o orçamento podemos optar por um modelo Diário ou Vitalício. Usar qualquer um dos dois vai de sua preferência, mas é preciso explicar a diferença entre eles. No diário, você define o quanto irá querer gastar por dia e no vitalício você define o quanto está disposto a investir em determinada faixa de tempo.

orçamento-e-programação

No exemplo da imagem acima temos um orçamento Vitalício de R$ 350,00 para serem gastos durante o mês de abril. Isso quer dizer que o Facebook tentará gastar R$ 11,66 por dia (com possíveis oscilações no valor de acordo com as disputas de leilões do dia) e que no final do mês terá gasto no máximo os R$ 350,00 que foram pré-definidos.

Na Programação, você pode selecionar a data e o horário exato em que sua campanha irá iniciar e terminar.

Otimização para veiculação de anúncio

Já no campo Otimização para veiculação de anúncio, você pode sugerir ao Facebook a melhor maneira para que seus anúncios sejam entregues. São várias as opções e, como exemplo, podemos citar a otimização para clique no link (onde o Facebook irá entregar os anúncios para usuários mais propensos a clicar dentro do seu público-alvo), impressões, alcance diário único (impactando o usuário apenas uma vez no dia). Além de envolvimento (otimizado para entregar aos usuários com maior intenção de compartilhar, curtir, comentar e interagir com seu anúncio) e visualização de vídeo.

cliques-no-link
visualizações-do-vídeo

O valor do seu lance pode ser definido de maneira manual ou automática, sendo que no automático, o Facebook fará o lance para você, sempre focando no menor custo possível. Entretanto, vale a pena fazer testes e analisar se o lance manual não é o modelo mais vantajoso para o seu negócio.

De acordo com o Objetivo escolhido na primeira parte da criação do anúncio, você poderá escolher por qual ação realizada pelo usuário o Facebook deverá te cobrar. Isso pode ocorrer por clique no anúncio, por CPM (a cada mil impressões), por visualização de 10 segundos de um vídeo, por envolvimento, além de outras opções. Vale fazer um Teste A/B neste momento e observar qual tipo de cobrança representa menores custos para a sua campanha.

programação-de-anúncios

Se optar pelo orçamento Vitalício, você será capaz de definir uma programação de horas e dias específicos para rodar o seu anúncio. Assim será possível fazer uma campanha que instigue o usuário a visitar o seu estabelecimento e veiculá-lo apenas nos horários em que sua loja estiver aberta para receber o público.

Definição da entrega dos anúncios

Ainda na etapa de conjunto de anúncios é possível definir se a entrega dos anúncios acontecerá de forma padrão ou acelerada. Ou seja, se optar pela entrega padrão, o seu anúncio será entregue uniformemente durante o período de duração da campanha. Isso porque o Facebook irá procurar pela maneira menos custosa de entregar os seus anúncios, com o maior tempo em oportunidades cada vez mais baratas.

Já no tipo de veiculação acelerada, busca-se alcançar o maior número de usuários no menor tempo possível. Esta estratégia é recomendada para campanhas com caráter de urgência, como, por exemplo, uma promoção relâmpago no seu e-commerce, ou a venda dos últimos ingressos de um show. Esta opção só esta liberada para lance manual.

Com todos estes campos do Conjunto de Anúncio definidos, teremos um orçamento bem aplicado no público-alvo desejado e será possível, então, passar para a etapa do Anúncio.

3. Anúncio

anuncio-facebook

O Anúncio também é conhecido como o criativo da campanha. Enquanto que nas outras etapas são definidos “quem”, “onde”, “como”, “quando” e o “quanto” um usuário poderá ser impactado, nesta etapa definimos “o que” o usuário irá visualizar no seu anúncio.

Para bons insights sobre os formatos de anúncios do Facebook confira este post especial, onde explicamos quais são os 11 tipos diferentes de anúncios do Facebook e os seus objetivos.

formato-anúncio

Com relação às publicações, é permitido fazer uma nova ou então utilizar uma já existente na Fanpage, basta clicar em utilizar publicação existente no campo superior da página.

criar-novo-anúncio

Se optar por usar uma já existente, lembre-se de conferir todos os detalhes do texto e verificar a seleção do pixel de acordo com seu objetivo. Isso é importante porque a postagem antiga não poderá ser editada. Se quiser modificar algo, é preciso alterar a informação diretamente no post antigo.

Como criar um anúncio a partir de uma nova publicação?

No entanto, se você preferir fazer um anúncio a partir de uma nova publicação, veja os passos a seguir:

    1. Escolha uma arte: clique em “Carregar imagem”, acesse a pasta em que você possui o material e selecione a arte a ser divulgada. Caso não possua nenhuma, o Facebook oferece um banco de imagens gratuito para você utilizar.
    2. As artes anunciadas no Facebook devem seguir um padrão de qualidade, muitas vezes específicas para cada objetivo. Vale a pena conferir as especificações técnicas exigidas pela plataforma, já que ela prioriza a entrega das artes que seguem essas diretrizes.
    3. Se você tiver mais de uma página cadastrada com o seu perfil do Business Manager, selecione somente a conta pela qual vai anunciar no Facebook e também a do Instagram.

Ainda não tenho uma conta do Instagram, consigo anunciar na plataforma?

A resposta é sim! Isso porque o Business Manager pode utilizar o nome e a foto de perfil da sua página do Facebook e anunciar no Instagram. Mas essa prática não é muito recomendada. Isso porque, ao ser impactado, o usuário pode desejar ter mais referências suas, e se você não possuir um perfil, ele não vai conseguir achar muitas coisas, não é mesmo?!

Link de direcionamento do anúncio

Após a configuração destas etapas, é hora de definir o link de direcionamento do anúncio, que é pra onde você deseja levar o usuário após o clique. Vale ressaltar a importância de se fazer a parametrização neste caso, pois, através dessa ação é possível realizar o acompanhamento e a mensuração de resultados da sua página de destino em plataformas de web analytics, como o Google Analytics.

Para configurar a parametrização sugerimos baixar e utilizar este plug-in específico no Google Chrome. Vale destacar que a parametrização de um link não é feita somente para anúncios de Social Ads, mas sim, em diversas outros formatos, como é o caso de postagens Social Media ou E-mail Marketing.

Abaixo desta configuração, é possível fornecer um link de exibição no anúncio. Ou seja, se o link de direcionamento for muito longo, você tem a opção de oferecer ao usuário um link visualmente mais atrativo como, por exemplo, a home do seu site.

Texto

O campo texto é o que vai ficar em cima da imagem. O ideal neste campo, é que você explique o que será encontrado após o clique e também convide as pessoas para alguma ação. Lembre-se que o texto só pode conter até 90 caracteres.

Descrição do Link

Já na Descrição do Link você tem a opção de utilizar até 200 caracteres. Aqui você pode oferecer mais detalhes daquilo que o usuário encontrará após o clique, instigando-o para a ação.

Título

O Título da sua campanha é o texto curto que vai embaixo da imagem, com uma fonte maior que os demais campos. O título deve ser composto por somente 25 caracteres, que devem chamar a atenção do usuário para conhecer o seu produto.

CTA

Se você escolheu um dos objetivos que geram tráfego para outra página, há a opção de colocar um botão de chamada ou call to action (CTA) logo abaixo da imagem. As principais são “Saiba mais”, “Comprar agora”, “Reservar agora” e “Cadastre-se”. A seleção correta de um CTA encoraja ainda mais o usuário a realizar determinadas ações.

Pixel do Facebook

O Facebook fornece aos anunciantes a utilização de um Pixel. Um código que, quando devidamente configurado nas páginas do seu site, permite o acompanhamento de tráfego e conversões dentro do próprio Facebook acerca das ações que aconteceram no seu site.

A utilização do pixel torna-se um diferencial para conseguir otimizar os seus anúncios e consequentemente conquistar mais resultados por menores custos. A ativação deste código na sua campanha acontece na etapa do Anúncio, por isso, muita atenção para a sua configuração.

Análise do Facebook

Depois de preencher todos estes campos, seu anúncio está criado. Agora só falta fazer o pedido de análise ao Facebook, no canto inferior direito da página. Essa análise pode levar até 24 horas para ser concluída. Mas, dependendo do segmento e quantidade de informações do seu anúncio, em questão de minutos ele já estará pronto para circular nas Redes Sociais.

O objetivo desta análise é verificar se o seu anúncio cumpre todas as políticas de publicidade do Facebook. Isso porque a rede preza pela qualidade do conteúdo postado e pela boa experiência do usuário.

Pois bem, após a aprovação do seu anúncio seu trabalho acabou!

Brincadeira! Não teria tanta graça se fosse só isso, não é?!

Na verdade, quando seu anúncio for aprovado pelo Facebook e sua campanha estiver ativada, os números começarão a aparecer. É aí que você começa o próximo passo do trabalho: o acompanhamento das análises de dados, a fim de fazer as devidas otimizações.

O ciclo “criação, acompanhamento e otimização de um anúncio” faz parte de uma campanha de sucesso, mas isso, você já deve ter percebido. A questão é que, após essa vasta leitura, o processo de criação de um anúncio no Facebook será muito mais produtivo.

E aqui vai uma dica extra

dica-extra-anúncio-facebook

Para lhe ajudar a alcançar maior agilidade na estruturação de campanhas utilize o botão Duplicar. Como o próprio nome sugere, ele duplica o que você tiver selecionado. Desta maneira, as configurações de uma Campanha, Conjunto de Anúncio ou Anúncio poderão ser facilmente utilizadas para outras campanhas.

Mas não se esqueça de que toda campanha tem um grande potencial para melhorar. Sendo assim, por mais que este botão agilize nossas vidas, procure sempre fazer as modificações necessárias para que sua campanha alcance sempre os melhores resultados.

Por hoje é isso pessoal! Se você ficou com alguma dúvida ou deseja enriquecer este post, não hesite em utilizar o campo de comentários abaixo 👇.

Valeu e até a próxima!

                  lucas-marchi-analista-social-ads

Lucas Marchi

Analista de Social Ads

blog@raffcom.com.br

Cadastre seu e-mail
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
Coloque o seu e-mail ao lado para receber as atualizações do blog!
Fique tranquilo, pois nós também odiamos spam. Seu endereço de e-mail não será vendido ou compartilhado.
Continue lendo

Estratégia em redes sociais: você está conversando com seu público-alvo?

Conhecer a fundo o perfil do público-alvo — suas necessidades, desejos e motivações — é primordial para o desenvolvimento de qualquer estratégia em redes sociais de sucesso. No entanto, para muitas empresas, “acertar o tom” da conversa ainda é um grande desafio. Afinal, antes de investir em táticas de venda e apresentação do produto, é […]

Melhores objetivos de anúncios no Instagram Ads

Usando as ferramentas de marketing das redes sociais, é possível atrair novos clientes e também trabalhar na construção do relacionamento com o público da sua marca. Pensando nisso, listamos os melhores objetivos de anúncios no Instagram Ads. De acordo com uma pesquisa realizada pela We Are Social em conjunto com a Hootsuite, existem 3 bilhões […]

Os principais fatores de ranqueamento para o algoritmo do Google em 2015

De dois em dois anos a empresa Moz compila a opinião de vários dos principais profissionais de SEO do mundo sobre quais são os fatores de ranqueamento que possuem maior influência positiva ou negativa nas páginas de resultados do Google. Além de ter realizada a pesquisa, a equipe de Data Science da Moz liderada pelo Dr. […]

O que é Social Analytics?

Se você chegou até aqui, provavelmente não tem uma resposta bem elaborada para a pergunta do título e segue sem saber o que é Social Analytics, não é mesmo? Mas antes de explicar esse conceito, precisamos compreender o cenário no qual ele está inserido. Você sabia que o Brasil é o país com o maior […]