Perfil do profissional de Inteligência Competitiva (IC) - Blog Raffcom
 Perfil do profissional de Inteligência Competitiva (IC)

Perfil do profissional de Inteligência Competitiva (IC)

No post anterior, sobre os Processos de Inteligência Competitiva (IC), você conheceu as três principais etapas que norteiam o fluxo de IC. É de suma importância entender como o planejamento, monitoramento e suporte andam interconectados.

Diante disso, num ambiente corporativo, o profissional de Inteligência Competitiva é o responsável por auxiliar os gestores da empresa com informações, análises e recomendações consistentes para a tomada de decisões. Sendo assim, aumenta cada vez mais a atuação do Analista de IC nas empresas brasileiras, principalmente Agências de Marketing Digital e Startups.

MAPA DAS EMPRESAS FILIADAS À ABStartups

nubank - Perfil do profissional de Inteligência Competitiva (IC)

  • São Paulo (1320) concentra o maior número de Startups, em segundo Minas Gerais (365)  e por último o Rio de Janeiro (343);
  • Web app (226) é o setor de atuação mais presente no universo das Startups, em segundo Internet (163) e logo Educação (163).

Ver na íntegra.

Para que esse profissional possa contribuir de forma efetiva nas Startups, algumas competências são requisitos fundamentais, para que o Analista de IC exerça de forma consistente seu trabalho de coleta, análise de informações e concorrência, e pesquisa de tendências globais.

5 COMPETÊNCIAS DO PROFISSIONAL DE IC

  1. Elaborar metas que apresentem o potencial de mercado da empresa;
  2. Aptidão para identificar mudanças externas;
  3. Capacidade de fazer posicionamento de negócio;
  4. Estabelecer prioridades;
  5. Capacidade de incorporar a realidade da empresa em uma tendência de mercado.

As competências abordadas acima são algumas das que se destacam entre os Analistas de IC e exigidas no mercado de trabalho. Essa área de atuação é multidisciplinar e determina que o profissional trabalhe de modo co-criativo entre vários setores, como o de engenharia, química, administrativo e entre outros.

FUNÇÕES DO PROFISSIONAL DE IC

Para a formação de uma equipe de IC é preciso conhecer o tipo de trabalho e as atribuições de cada função. Coordenador, Analista e Coletor são algumas das funções que se destacam nessa área.

Função Descrição
Coordenador
  • delegar o que cada especialista deve fazer, orientando-os nas etapas de cada processo;
  • interligar a equipe a uma problemática de inteligência;
  • repassar informações relevantes;
  • auditar os processos e produtos finais de inteligência, para que se mantenham com qualidade e padronizados;
  • manter relação com os tomadores de decisão.
Analista
  • realizar entrevistas e aplicar questionários;
  • prever tendências e observar os acontecimentos de mercado;
  • selecionar fontes de informação com autoridade;
  • identificar gaps e bugs em processos e produtos;
  • saber quando parar a análise.
Coletor
  • monitorar fontes de informação relevantes e confiáveis;
  • pesquisar e filtrar informações relevantes;
  • levantar e organizar dados e informações;
  • comunicar o Analista sobre novas tendências e mudanças de mercado.

Bom, agora que você conheceu um pouco mais do perfil do profissional de Inteligência Competitiva, veja o quanto suas atribuições podem ajudar os gestores a tomarem decisões mais coerentes e menos arriscadas. Contar com esse profissional traz competitividade para a empresa e ajuda a desenvolver uma cultura de pesquisa analítica. Continue acompanhando as próximas postagens, pois ainda será abordado mais sobre essa temática.

Até breve!

REFERÊNCIAS

Um raio-x das startups brasileiras
Oito competências e o profissional de inteligência competitiva
Perfil do profissional em inteligência competitiva: um estudo exploratório no Brasil

Cadastre seu e-mail
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
Coloque o seu e-mail ao lado para receber as atualizações do blog!
Fique tranquilo, pois nós também odiamos spam. Seu endereço de e-mail não será vendido ou compartilhado.
Continue lendo

Estratégia em redes sociais: você está conversando com seu público-alvo

Conhecer a fundo o perfil do público-alvo — suas necessidades, desejos e motivações — é primordial para o desenvolvimento de qualquer estratégia em redes sociais de sucesso. No entanto, para muitas empresas, “acertar o tom” da conversa ainda é um grande desafio. Afinal, antes de investir em táticas de venda e apresentação do produto, é […]

Marketing digital para farmácias

Qualidade e bons preços já não são diferenciais de mercado e é preciso fazer muito mais para se destacar. Por isso, as ações de marketing digital para farmácias, quando pensadas de maneira estratégica, são capazes de elevar o reconhecimento de uma marca, aumentando as vendas e agregando valor ao negócio. Como já falamos aqui no […]

Segurança de dados LGPD: como se adequar

Você já ouviu falar em segurança de dados LGPD? Sabe como ela pode fazer a diferença para o bom andamento dos negócios na era da internet? Sancionada em 2018, a Lei Geral de Proteção de Dados é de extrema importância para garantir a segurança das informações armazenadas e compartilhadas pelos usuários ao redor do mundo. […]

O que é Social Analytics

Se você chegou até aqui, provavelmente não tem uma resposta bem elaborada para a pergunta do título e segue sem saber o que é Social Analytics, não é mesmo? Mas antes de explicar esse conceito, precisamos compreender o cenário no qual ele está inserido. Você sabia que o Brasil é o país com o maior […]