Porque não usar somente imagem nas campanhas de E-mail Marketing?
 Porque não usar somente imagem nas campanhas de E-mail Marketing?

Porque não usar somente imagem nas campanhas de E-mail Marketing?

Se você deu uma olhadinha nos nossos posts de e-mail marketing, é bem provável que também tenha visto um conteúdo com o seguinte título: Como criar excelentes templates de e-mail marketing. Neste post oferecemos dicas de como criar um template através do photoshop que, consequentemente, será composto somente por imagens.

Não que seja errado criar um e-mail imagético, mas de acordo com o mercado, para ter sucesso na entregabilidade o ideal é balancear entre visual e textual com, no mínimo, 60% texto e 40% imagens.

Mas será que é assim mesmo?

via GIPHY

Neste post você saberá quando usar e quando não usar imagens em campanhas de e-mail marketing!  

A verdade sobre o balanceamento entre imagem e texto

Em um estudo de caso divulgado pela Dinamize, foram realizados testes na entrega de e-mails balanceados, para verificar a legitimidade das boas práticas.

Foi criado um texto que pudesse passar por 23 filtros anti spam. Com esse texto seria possível verificar se o problema de bloqueio era realmente proveniente das imagens e/ou do balanceamento entre eles.

O texto foi fragmentado e foram criadas 16 versões de e-mail, com variação entre 168 caracteres e 111.190 caracteres. As imagens foram inseridas em 3 versões diferentes, cada uma contendo 1, 2 e 3 imagens, consecutivamente. O estudo se baseia nas seguintes categorias:

Arquivo somente com texto, contendo 168 caracteres;
Arquivo com 168 caracteres de texto e 1 imagem – tamanho total 267 caracteres;
Arquivo com 168 caracteres de texto com 2 imagens – tamanho total 354 caracteres;
Arquivo com 168 caracteres de texto com 3 imagens – tamanho total 441 caracteres.

Resultados do estudo

– E-mails contendo mais de 500 caracteres, passam pelos filtros com até 3 imagens inseridas;
– E-mails sem imagens, contendo menos de 500 caracteres, caíram em pelo menos 4 filtros anti spam;
– E-mails contendo menos de 500 caracteres e com pelo menos 1 imagem caíram em pelo menos 3 filtros anti spam (Somente outlook bloqueou);
– E-mails contendo menos de 500 caracteres e com 3 imagem caíram em pelo menos 3 filtros anti spam (Somente outlook bloqueou).

Desta maneira, se você possui um e-mail com mais de 500 caracteres, não economize nas imagens. No entanto, dificilmente haverá essa quantidade de caracteres. Por isso, procure sempre inserir ao menos uma imagem em seus e-mails balanceados.

E-mails imagéticos possuem seus benefícios, sim!

Quando você cria uma mensagem composta somente por imagens, consequentemente, o usuário terá de liberá-las, isso porque:

– Imagens são  mais pesadas que texto e, por isso, demoram mais para baixar;
– Protegem o usuário de conteúdo possivelmente malicioso;
– Evitam o rastreamento de visualização do sistema de envio.  

Essas mensagem, quando entregues, serão baixadas no computador do usuário. Hackers utilizam este benefício para vincular vírus. Por isso, os programas fazem o bloqueio automático, tendo o usuário que liberar as imagens para download.

E aí vem o primeiro benefício:

Este bloqueio que os programas de e-mail fazem nas imagens pode ser tomado como métrica para os seus relatórios. Isso porque, se o usuário tem interesse no conteúdo e você caprichou no assunto e no preheader, é bem provável que ele habilite as imagens.

Pense como um double opt-in, onde o usuário se cadastra em sua lista e recebe uma confirmação por e-mail, questionando-o se ele realmente quer fazer parte da sua lista. Na entrega das imagens o funcionamento é parecido , já que o e-mail  perguntará  ao usuário se ele realmente deseja baixar e visualizar as mensagens.

Outro benefício que você já deve conhecer, é a agilidade obtida através da montagem do template no photoshop em comparação com a sua criação do zero, em html.

Através de um software de bitmap, por exemplo, você cria todos os elementos, insere texto e imagens de maneira facilitada. Mesmo que tenha pouco domínio na ferramenta.

Já em html você precisa, além de editar as imagens, ter domínio da linguagem e conhecer  as tags que são boas práticas em e-mail. Isso porque a criação de html em e-mails é mais restrita do que em sites.

Além da agilidade, algo que não podemos deixar passar é que um template criado através de um software bitmap poderá ser muito mais atrativo do que apenas texto.  

Vamos para as estratégias!

Sabemos que, tanto o balanceamento entre texto e imagem, quanto só imagens têm seus próprios benefícios. Agora, basta adaptar o template para o tipo de ação a ser  realizada. Abaixo, separamos algumas situações que podem lhe ajudar a criar uma estratégia:

Saiba onde as mensagens estão sendo abertas

Verifique, através de relatórios, em quais servidores de e-mail suas mensagens estão sendo abertas com maior frequência. Se estiverem sendo abertas pelo Outlook, por exemplo, não é recomendado enviar somente imagens, já que este provedor tende a bloquear mensagens com imagens, como explicamos acima.

Para newsletters, balanceie o conteúdo

Se sua ação é uma newsletter e os e-mails não estão sendo concentrados no Outlook, você pode enviar um template só de imagens. Porém, por se tratar de uma ação informativa o ideal mesmo é balancear o conteúdo entre texto e imagem, já que o usuário verá o texto antes mesmo de desbloquear as imagens quando abrir a mensagem.

Para novas mensagens, template responsivo e balanceado

Sua lista é nova e os contatos ainda não receberam nenhum e-mail?  Balanceie seu template e tente deixá-lo responsivo! O balanceamento é ideal para levar a sua mensagem a uma maior parcela de contatos, sem cair na caixa de spam. A responsividade, por sua vez, garante que os usuários de dispositivos mobile vejam sua mensagem sem problemas.

Para vender um produto, templates imagéticos

Sua ação consiste em convencer as pessoas a comprarem um produto? Este produto depende do seu visual para vender? Se sim, use e abuse dos templates imagéticos! Este é o momento ideal para invocar o seu designer interior e caprichar no template, deixando-o atrativo o suficiente para convencer os contatos. Se você precisa vender um serviço, a dica é humanizar o e-mail. Ao adicionar imagens de pessoas relacionadas  ao serviço oferecido, você aproxima contato e produto, além de aumentar as chances de conseguir um  clique no CTA.

Dica final

Não foque somente em uma estratégia, faça variações de templates e, no final, compare os resultados através de relatórios. Só assim você conseguirá encontrar o melhor formato para suas ações.

Aposto que, com estas dicas, nenhum filtro anti spam será capaz de conter suas estratégias! ;D

                         jose-augusto-analista-de-e-mail-marketing

José Augusto 

Analista de E-mail Marketing

blog@raffcom.com.br

Cadastre seu e-mail
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
Coloque o seu e-mail ao lado para receber as atualizações do blog!
Fique tranquilo, pois nós também odiamos spam. Seu endereço de e-mail não será vendido ou compartilhado.
Continue lendo

Tearing Down The Wall: Como Roger Waters e o Pink Floyd me deram a maior lição sobre comunicação de toda a minha vida

Faz parte do cotidiano de todo profissional criativo, procurar novas referências, fontes de inspirações e tendências que o ajudarão em suas criações, como já exploramos aqui quando falamos sobre o repertório criativo, porém, no último dia 29 de setembro, fui atingido em cheio, para minha surpresa, por algo que conheci por toda a minha vida. […]

Os 10 mandamentos de SEO

Ao otimizar o seu site para mecanismos de pesquisa, é preciso que você esteja atento a alguns pontos-chave do processo, que podem ser tanto “virtuosos” e alavancar o seu tráfego, quanto “pecaminosos” e colocar tudo a perder. 1. Faça pesquisa de palavras-chave O primeiro passo para otimização de um site em SEO é a pesquisa […]

Conteúdo Duplicado: O que é e como resolver!

Conteúdo duplicado é sem dúvidas um dos grandes terrores dos analistas de SEO. Segundo o SemRush, esse é o principal problema da maioria dos sites, dificultados os resultados nos mecanismos de busca do Google. Em muitos sites esse problema é ignorado pelos profissionais de SEO, impedindo que o site chegue nas primeiras posições. Nem sempre […]