Qual a diferença entre UX e UI? Veja aqui - Blog Raffcom
 Qual a diferença entre UX e UI?

Qual a diferença entre UX e UI?

Mas não é tudo a mesma coisa? Talvez seja, ou será que não?

A confusão entre as áreas de UX e UI é muito comum por uma questão de nomenclatura e porque estão profundamente ligadas por processos de trabalho e conhecimentos que são comuns entre elas.

User Interface – UI

Para entender essa diferença, é preciso saber que UI ou interface do usuário é por onde o usuário interage com o seu produto, todas as partes “físicas” que possibilitam que uma determinada ação de seu produto seja realizada.

A interface do usuário (UI) é responsável pela parte visual de um projeto, por onde o usuário interage com um determinado aplicativo, programa de computador, rede social, site ou até mesmo algum produto físico. É tudo aquilo que é perceptível visualmente em alguma plataforma e leva o usuário a uma interação positiva. Pode ser um botão, um menu diferente ou até mesmo um som.

O papel de um profissional de UI é guiar o usuário de forma simples, ao invés de complicar sua experiência criando um labirinto. Sendo assim, ele deve recomendar uma ação específica ao invés de mostrar várias com a mesma finalidade, deixar o caminho do usuário mais fácil para desfazer alguma interação, deixar bem claro o que pode ser clicado e selecionado, utilizar mais contraste do que similaridade e utilizar menos campos de preenchimento nos formulários, por exemplo.

User Experience – UX

Já UX ou experiência do usuário é a parte emocional, o quão amigável essa interação pode ser e os sentimentos que ele tem ao realiza-la.  Ela engloba toda a estratégia de design e desenvolvimento de um produto, como sua usabilidade, seu conteúdo e a arquitetura de informação.

É uma ciência que pensa exclusivamente na relação de um produto com o usuário, buscando torná-la mais natural e simples. A experiência do usuário (UX), abrange todos os pontos de contato entre a empresa e o consumidor, desde o anúncio que o levou até o website, até a embalagem em que a camiseta foi entregue, o produto em si, o atendimento por telefone, as interações nas redes sociais da marca, entre outros elementos. A experiência, neste caso, inclui valores afetivos que compõem a percepção do usuário, em relação à marca.

O UX design pode ser responsável por evitar 80% dos erros e por auxiliar de forma direta o trabalho de SEO do website. Ele também é responsável por um aumento de 80% nos KPIs. (key performance indicators, ou Indicadores-chave da performance do projeto). E, no caso de E-Commerces, adaptar a plataforma para dispositivos móveis com base na experiência do usuário pode gerar um aumento de até 70% nas vendas.

diferenca-entre-ui-e-ux-conceitos

Ou seja, para que o seu produto possa causar uma boa impressão é importante que toda a jornada do usuário, hierarquia de informação e todos os pontos de contato tenham sido pensados com muito cuidado pelo UX Designer e que o UI Designer consiga apresentar essas informações de maneira clara e visualmente interessante.

Mas, se ainda há dúvidas pairando sobre a sua cabeça, talvez essa imagem possa ajudar:

diferenca-entre-ui-e-ux-cereal

Qual o motivo dessa confusão?

O motivo que é responsável pela maioria das dúvidas que as pessoas têm em relação às duas áreas, está relacionado à falta de compreensão dos processos que são destinados a cada uma delas. Não vou me ater aos processos específicos, pois temos dois posts aqui no blog que falam sobre cada especialidade de UX e UI

Uma imagem muito comum quando falamos da diferença entre UI e UX é um modelo criado por Dan Saffer, que deixa bem clara a relação de qual área pertence à outra.

diferenca-entre-ui-e-ux-dan-saffer

Mas o que você precisa saber é que UX abrange processos como pesquisa, análise de dados, entrevistas com usuários, testes de usabilidade e também fazem parte deles o design de interface e o visual design que são processos de UI.

Se ainda tiver dúvidas sobre as áreas de UX e UI ou se tiver informações a acrescentar, manda pra gente.

Até a próxima!

Continue lendo

Estratégia em redes sociais: você está conversando com seu público-alvo?

Conhecer a fundo o perfil do público-alvo — suas necessidades, desejos e motivações — é primordial para o desenvolvimento de qualquer estratégia em redes sociais de sucesso. No entanto, para muitas empresas, “acertar o tom” da conversa ainda é um grande desafio. Afinal, antes de investir em táticas de venda e apresentação do produto, é […]

Marketing digital para farmácias

Qualidade e bons preços já não são diferenciais de mercado e é preciso fazer muito mais para se destacar. Por isso, as ações de marketing digital para farmácias, quando pensadas de maneira estratégica, são capazes de elevar o reconhecimento de uma marca, aumentando as vendas e agregando valor ao negócio. Como já falamos aqui no […]

Vaga para Analista de Links Patrocinados

Estamos com vagas para Analista de Links Patrocinados (PPC). ATENÇÃO PARA A DESCRIÇÃO DA VAGA REQUISITOS: – Conhecimento avançado em Google AdWords, Bing Ads, comparadores de preço e marketplace; – Conhecimento avançado em Google Analytics; – Conhecimento avançado em GTM; – Indispensável já ter realizado campanhas de search, display, retargeting, youtube, gmail e shopping; – […]

Tendências de Marketing Digital para 2016

Com as crescentes transformações no comportamento do consumidor, surge a necessidade de se criar estratégias de Marketing Digital que acompanhem o ritmo acelerado do mercado. Primeiramente, é preciso estudar com afinco as necessidades dos usuários, traçar os caminhos que percorreu, identificar onde ele está agora, o que é interessante, o que já não é e […]