WordPress é bom para SEO? - Raffcom
 WordPress é bom para SEO?

WordPress é bom para SEO?

Há várias maneiras de ficar bem posicionado nos resultados de busca do Google, já que existem mais de 200 fatores de ranqueamento para o seu algoritmo. No entanto, uma delas em especial pode facilitar a vida de todos os profissionais: o uso do WordPress para SEO.

Nos posts anteriores explicamos o que é SEO e como iniciar um projeto de SEO de forma estratégica. Agora chegou a hora de colocar todo esse conhecimento em prática, com a ajuda do WordPress, por conta das suas facilidades, ferramentas e a grande quantidade de plugins.

O WordPress ficou conhecido como um CMS (Content Management System, que se traduz diretamente ao português como Sistema de Gerenciamento de Conteúdos) exclusivo para blogs, mas na verdade é a plataforma número um na criação de sites. Segundo uma pesquisa realizada pela W3 Techs em 2015, o WordPress é usado na elaboração de um a cada quatro sites, ou seja, em 25% do mercado mundial.

Vantagens de ter um site em WordPress

vantagens-de-ter-site-wordpress

O WordPress é um dos CMS’s preferidos dos profissionais de SEO, seja pela sua usabilidade, pelas ótimas ferramentas ou a grande quantidade de plugins que melhoram ainda mais a plataforma. As vantagens de trabalhar com o WordPress são inúmeras e, conhecer cada uma delas, fará com que sejam economizados tempo e dinheiro.

Código aberto

O código aberto ou Open Source talvez seja uma das principais vantagens do WordPress. E por ser gratuito ele pode ser usado para várias finalidades, sem necessariamente estar preso a desenvolvedores ou empresas de desenvolvimento.

Mobile Friendly

Com design responsivo o WordPress já vem preparado para todos os dispositivos, móveis ou desktop, tanto na parte visual que é amigável para os usuários, quanto na parte administrativa, por facilitar a vida dos gestores, que podem alterar e incluir informações de onde estiverem.

Além de ter uma usabilidade excelente, o design responsivo é um importante fator de ranqueamento que o Google impôs em 2015, como já explicamos neste post.

SEO

Como a fonte de tráfego orgânica é um dos fatores mais importantes para os sites, o WordPress já vem “pré-otimizado” para os motores de busca como o Google. Além de ser aperfeiçoado de forma nativa, o CMS oferece uma infinidade de plugins que aumentam o desempenho do seu site ajudando ainda mais na indexação do seu conteúdo. Mais adiante iremos citar os melhores plugins de SEO para WordPress.

Constante atualização

Por ser de código aberto, a plataforma WordPress evolui constantemente, com no mínimo 3 atualizações por ano. Essas atualizações contam com novos recursos, novas tecnologias e também dão muita importância para a segurança. Por esses motivos o CMS sempre está um passo a frente do mercado.

Plugins e temas variados

O WordPress permite a inclusão de inúmeros plugins que auxiliam em diversas atividades em seu site. E por ser open source (código aberto) várias pessoas ao redor do mundo podem criar extensões com novos recursos. Atualmente, existem mais de 40.000 extensões, que já foram baixadas aproximadamente 1 bilhão de vezes.

Com relação aos temas, as vantagens continuam. São milhares de templates pagos e gratuitos que dão um novo visual para cada site.

Profissionais cada vez mais especializados

Outra vantagem da plataforma ser open source é que qualquer empresa especializada em WordPress pode continuar um projeto iniciado por outras, ou seja, não fica dependente de fornecedores ou desenvolvedores.

Faça WordPress SEO

Uma das melhores vantagens do WordPress, é que ele favorece total autonomia para a publicação de conteúdo, sem que o usuário precise de muito conhecimento técnico. Porém, mesmo que o WordPress ofereça toda essa autonomia, é preciso fazer com que o seu público encontre o seu conteúdo. Isso se dá através do uso de técnicas de SEO, e é neste momento que aparece uma das vantagens citadas acima, os plugins.

Plugins de SEO para WordPress

plugins-de-wordpress-SEO

As técnicas de SEO para WordPress não são diferente das técnicas usadas em outros CMS’s, o que muda é a forma de fazer. Existem diversos plugins que facilitam e melhoram o SEO do site, o único problema é saber escolher o plugin correto em meio a tantas opções.

Abaixo citaremos alguns plugins que são indispensáveis para um bom WordPress SEO, mas esteja ciente de que eles apenas servirão como um auxílio. Para melhores resultados é preciso gerar conteúdo original e de qualidade para o seu público.

Cada Plugin de SEO para WordPress possui suas peculiaridades, alguns melhoram a performance enquanto outros apenas identificam erros. O importante é saber configurá-los para ter acesso a todas as vantagens que o plugin tem a oferecer.

Yoast SEO

yoast-seo-plugin

O Plugin SEO mais conhecido da comunidade WordPress é, sem dúvidas, o Yoast SEO. O Yoast é um plugin que auxilia na formatação e na configuração dos seus artigos para que os mesmos tenham um bom posicionamento nos motores de busca. Além disso, o plugin é perfeito para quem quer aprender mais sobre como ter um texto preparado e com foco em SEO.

O Plugin possui vários recursos que irão auxiliar da melhor maneira possível na sua otimização. Os recursos são:

– Títulos das páginas e meta description;
– Robots;
– Sitemap;
– Breadcrumbs;
– Permalinks;
– Canonical;
– Redirecionamento 301;
– Títulos, descrição e imagens diferentes para redes sociais.

Além disso, o plugin oferece informações muito relevantes sobre o conteúdo de toda a página.

yoast-seo-plugin2

yoast-seo-plugin3
yoast-seo-plugin4

W3 Total Cache

w3-total-cache-plugin

O W3 Total Cache é indispensável para qualquer site em WordPress que deseja aumentar a sua velocidade de carregamento.

A velocidade de carregamento das páginas é um dos principais fatores de ranqueamento e de experiência do usuário. Vários fatores, como a qualidade da programação, a linguagem e o código web mal estruturados, a otimização das imagens, a conexão com o servidor de hospedagem, entre outros, influenciam diretamente na velocidade do carregamento do site.

A instalação do plugin W3 Total Cache para WordPress é bem simples e pode melhorar em até 10 vezes o carregamento de seu blog ou site. Depois de instalado o plugin, ainda é possível configurar diversas opções, como o page cache.

A seguir serão expostas cinco funcionalidade que compõem o W3 Total Cache.

Page Cache

Para começar a configuração do plugin, temos a opção “Page Cache”, que faz com que uma página estática seja criada. Isso evita que ela carregue novamente quando o usuário acessa pela segunda vez. Com isso a velocidade de carregamento tem uma redução bem significativa.

Para entender melhor, quando um usuário acessa seu site/blog, o WordPress executa as funções em PHP e MySQL. São essas funções que farão a requisição no seu servidor e, toda vez que isso acontecer, uma página estática será gerada para mostrar ao usuário. Com o Page Cache ativado esse processo pula diretamente para a página estática com o conteúdo solicitado.

Para ativá-lo, vá até o campo “Page Cache Method” e escolha a opção “Disk: Enhanced” se estiver usando um servidor compartilhado.

w3-total-cache-plugin2

Minify

Outra função que resulta na diminuição considerável da velocidade de carregamento é a “Minify”. Essa opção faz a compressão dos arquivos em HTML, CSS e JavaScript. Com essa compressão o tamanho dos arquivos é reduzido e, consequentemente, torna a experiência do usuário muito melhor.

Ativar essa função é bem simples. Nas opções gerais do plugin temos a caixa “Minify”, basta ativar o campo “Enable”. O próximo passo é definir o modo (Minify mode) como “auto” e o campo (Minify cache method) como “Disk”, caso esteja usando o serviço de hospedagem compartilhada. As opções restantes devem permanecer padrões, ou seja, (Default).

Essa opção pode ser muito útil, mas, é repleta de relatos de pessoas que tiveram problemas no layout do site após a sua ativação. Por este motivo, ao ativar a função, faça um “tour” por todas as páginas a fim de verificar possíveis sinais de alteração.

minify-w3-total-cache

Database Cache

O Database Cache executa uma função muito parecida com a do Page Cache. Porém, ele retira algumas requisições do servidor do banco de dados para colocar no servidor web do site. O problema disso é que, ao invés de resolver o seu problema com a velocidade do carregamento, ele trará mais requisições ao servidor web.

Muitos usuários já informaram o recebimento de um aumento na carga do servidor depois de ter ativado o Database. Por este motivo, o recomendado é deixar essa opção desativada.

database-cache-w3-total-cache

Browser Cache

Quando um site é acessado pelo usuário, o navegador faz o download de todas as imagens, arquivos de estilos (CSS), scripts, entre outros arquivos estáticos que são utilizados para a renderização de determinada página.

Quando essa opção do W3 Total Cache está ativada, o plugin faz com que o navegador do usuário crie uma cópia do site, para que quando ele for acessá-lo novamente não tenha que carregar todo o site novamente.

browser-cache
Dentro das opções do plugin, ainda é possível definir o tempo de expiração para o armazenamento do cache do navegador dos usuários. Para isso, vá até a opção Performance, no menu lateral do painel WordPress, depois clique em Browser Cache e siga as configurações abaixo.

browser-cache-configurações

CDN (Content Delivery netWork)

CDN é a Rede de Distribuição de Conteúdo. Ela permite que arquivos como CSS, HTML, JavaScript e imagens sejam servidos a partir de vários serviços de cloud computing ao redor do mundo. Com esse recurso é possível entregar os arquivos para os usuários, de acordo com a sua localização, com muito mais agilidade.

Além da velocidade de carregamento das páginas do site, outra vantagem que a CDN oferece, é a maior resistência a quedas, o que melhora muito os resultados de SEO assim como a experiência do usuário.

Atualmente existem vários servidores de CDN, como o MaxCDN, o Amazon S3, entre outros. Porém, para sites simples que tenham apenas acessos do Brasil e não de outros países, não haverá um aumento considerável no seu desempenho que justifique o investimento em CDN. Além disso, por ser um conteúdo que exige uma configuração mais avançada, deixaremos a opção desativada.

content-delivery-network

O plugin WordPress W3 Total Cache é um dos melhores plugins para aumentar a velocidade de carregamento do seu site. Seguindo todas as instruções acima, é possível conseguir bons resultados. Se tiver problemas com o plugin, é possível testar outro que possui a mesma utilidade, o WP Super Cache.

Depois de Seguir todas as instruções e salvá-las, teste seu site nas ferramentas disponíveis, como o Google Page Speed, Web Page Test, ou Pingdom.

SEO Friendly Images

seo-friendly-images

Quando se fala em otimização de imagens, não se atente somente ao tamanho delas (em MB ou Kb) e dê a devida importância às tags alt e title. Estes dois elementos são cruciais para um bom ranqueamento no Google imagens. É com eles que o Google vai entender do que se trata determinada imagem.

Isso acontece porque os robôs do Google leem apenas a linguagem HTML e ainda não conseguem ler imagens. Por isso a importância de utilizar os atributos alt e title. É possível adicionar esses atributos manualmente, inserindo as tags conforme for upando as imagens.

Mas se o site possui muitas imagens antigas sem os atributos, a melhor opção é o plugin SEO Friendly Images. Este Plugin preenche automaticamente os campos alt e title das imagens, obrigatórios para quem quer fazer as otimizações das imagens.

Por padrão, o plugin já vem configurado com as opções que são necessárias para uma boa indexação.

seo-friendly-images-plugin
Se você garantiu que todas as imagens possuam as tags alt e title e mesmo assim quer continuar as otimizações das imagens, diminuindo o seu tamanho, instale o plugin Compress JPEG & PNG images.

O plugin vai fazer uma varredura completa em seu site e iniciar a compactação de todas as imagens. Dependendo do tamanho, a compactação pode ser de até 80%, sem perder a qualidade. Além de otimizar as imagens, vai melhorar consideravelmente a velocidade do seu site.

Broken Link Checker

broken-link-checker

O Plugin Broken Link Checker procura em todo o site por links quebrados. Quando um link quebrado é encontrado você é notificado imediatamente. Desta maneira, é possível substituir o link ou fazer redirecionamentos 301, evitando quaisquer problemas relacionados a erros 404.

Todos os links são monitorados e, de acordo com algumas opções do plugin, é possível ser notificado por e-mail ou pelo próprio painel da ferramenta.

broken-link-checker-plugin

broken-link-checker-plugin2
broken-link-checker-plugin3
broken-link-checker-plugin4
broken-link-checker-plugin5

Depois de ter o panorama completo de todos os links quebrados do seu site, o ideal é instalar o plugin 301 Redirects para a aplicação de todos os redirecionamentos necessários.

Alguns apontamentos para o final

apontamentos-para-final

Os plugins WordPress podem ajudar (e muito!) na sua otimização SEO, já que aceleram o processo e completam tarefas técnicas essenciais. Porém, é preciso prestar muita atenção no momento da escolha e na hora de realizar a instalação.

Da mesma maneira que existem ótimos plugins disponíveis na internet, também existem aqueles mal desenvolvidos, que podem causar sérios problemas ao seu site. Sendo assim, procure tomar cuidado durante a escolha e faça somente a instalação daqueles que forem realmente necessários.

Se o seu site já possui muitos plugins instalados e você está desconfiado de que algum possa estar prejudicando o seu desempenho, instale o Plugin P3 Profiler para encontrá-los. Lembre-se de fazer a instalação somente se tiver algum problema e, quando o problema for resolvido, remova-o.

E aí, você já utiliza alguns desses plugins nas suas otimizações? Deixe o seu comentário!

Jackson Belink Analista de SEO

Jackson Belink

Analista de SEO

blog@raffcom.com.br

Cadastre seu e-mail
I agree to have my personal information transfered to MailChimp ( more information )
Coloque o seu e-mail ao lado para receber as atualizações do blog!
Fique tranquilo, pois nós também odiamos spam. Seu endereço de e-mail não será vendido ou compartilhado.
Continue lendo

Como acelerar e otimizar os resultados do processo de criação

Grande parte de nós traz consigo alguma maneira de se preparar para um novo projeto, tanto no profissional quanto no pessoal. Alguns de nós traça metas, cria tabelas de acompanhamento, desenvolve ou aprimora outros métodos. De alguma maneira estamos sempre nos aprimorando  para criar um suporte para controlar essas etapas que nos acompanharão ao longo […]

Anúncios de Google Shopping, saiba como estruturar

O Google Shopping é uma modalidade de anúncios que funciona como uma vitrine virtual, onde as lojas exibem seus produtos, a partir de palavras-chaves buscadas. Com isso seus produtos são exibidos em uma fileira de destaque. Logo acima dos resultados de busca do Google. Sabendo que o Google é o maior e mais utilizado buscador […]

Como fazer um teste A/B no Facebook

Sem dúvidas, uma das partes mais importantes ao criar e gerenciar campanhas é a realização de teste A/B no Facebook. E quanto mais, melhor! Isso porque somente através dos testes que você descobrirá quais estratégias são as mais adequadas para atingir os seus objetivos. É praticamente impossível acertar de primeira qual é a melhor forma […]